2001

Nando ingressa na Faculdade de Letras da Universidade Católica de Goiás, mas até o fim do ano abandona o curso para prestar o vestibular para Artes Cênicas na Universidade Federal.

Pablo começa a lecionar teatro em duas escolas públicas estaduais: Jardim Guanabara e o extinto Rui Brasil. Dois polos sociais absolutamente opostos que Pablo consegue aproximar e unificar num belíssimo trabalho artístico e social.

Com poemas eróticos de célebres autores, como Baudelaire, Whitman e Neruda, a nova performance do grupo, “Erotika”, recebe o prêmio oficial do Júri do Festival de Poesia Encenada, depois de um intenso processo de laboratórios e cotidiano sem sexo. Censurado para menores de 18 anos, a peça causou grande frenesi, pois os sete atores ficavam completamente nus durante todo o tempo. Entre os atores estavam Wellington Dias, Michelle Bezerra e Marcus Maggiolli. O trabalho físico e energético é abordado de outras maneiras e o intenso processo reverbera nas tomadas de direção investigativa do Grupo a partir daí. José Celso Martinez Correa, que havia sido por um bom tempo uma referência incomensurável, segue admirado, mas o grupo busca outro rumo.

Conhecem a atriz Andrea Pita, com quem viriam a trabalhar depois.

Entre outras perdas, o Brasil se despede de Cassia Eller.

Nesse ano no Festival de Artes de Goiás, Nando e Pablo conhecem Denise Stocklos e tem uma epifania assistindo o espetáculo Calendário de Pedra que impacta e passa a reverberar fortemente no grupo, que passa a ir atrás de Denise e de seu Teatro Essencial. Nesse mesmo ano conhecem e trabalham com Graziela Figueroa e com Amir Haddad em duas oficinas muito especiais, dois aspectos ritualísticos, no teatro e na dança, assim como a celebração carnavalesca são vivenciados no encontro com esses grandes mestres.

Ataque às torres gêmeas do World Trade Center por seguidores de Bin Laden. O governo norte-americano responde com a “Guerra ao Terror”. Depois da queda do muro de Berlim, talvez esse fosse o acontecimento político mundial mais importante. Diante do espetáculo hiper-real, é difícil esconder um misto de sentimentos diante da tragédia, já que a fragilidade dos Estados Unidos, tido como império do mundo, é visibilizada.

< Voltar